Impossível não se render à novíssima Yamaha YZF-R3. A segunda geração está com visual ainda mais aerodinâmico, inspirado na “família R” das icônicas YZF-R6 e YZF-R1. Além das carenagens, também são novidade os faróis e luzes de posição em LED, novo tanque de combustível, nova altura do guidão, painel 100% digital com Shift Light, nova suspensão dianteira invertida e nova mesa superior. 

DNA da Família R

Um breve olhar sobre a YZF-R3 já é o suficiente para notar que ela carrega o DNA presente nas superesportivas YZF-R6 e a YZF-R1. 

A parte frontal da nova R3 combina o novo design da carenagem com os dois faróis e luzes de posição inteiramente em LED. 

Possui duto de entrada de ar em forma de M, inspirado nas YZR-M1 do multicampeão Valentino Rossi e Maverick Viñales. Além de amplo espaço para aplicação de números de corrida. Também conta com o duto central entre os faróis, com função de direcionar o fluxo de ar para o radiador, otimizando o sistema de resfriamento do motor.  

Toda a carenagem foi desenvolvida com a mais alta tecnologia em túnel de vento. O pára-brisa, inteiramente redesenhado, além de ter um visual mais arrojado, oferece um ótimo desempenho aerodinâmico. Ele reduz a turbulência ao redor da área do capacete de quem a pilota. 

O resultado de todas essas mudanças de carenagem foi o ganho de até 8 km/h na velocidade final.  

O modelo também traz um painel totalmente digital com caracteres grandes, indicadores reposicionados e excelente contraste. E o melhor! Ele é super completo. Traz informações como indicador de combustível, indicador de marcha, conta-giros, indicador de consumo instantâneo e médio, hodrômetro total e 2 parciais, relógio, indicador de troca de óleo e temperatura do líquido de arrefecimento. Nele ainda estão as luzes indicadoras de setas, sistema de injeção, farol alto, neutro, pressão do óleo e Shift Light, que é extremamente funcional em uma motocicleta de caráter esportivo.

Utilizado em modelos de alta cilindrada, o Shift Light é uma luz de advertência para indicar que a rotação para a troca de marcha foi atingida. Ele pode ser ajustado facilmente de acordo com a preferência do condutor.

Performance para qualquer ocasião

O mesmo arrojo e agressividade de seu design esportivo estão presentes em sua performance e desempenho, tanto dentro das pistas, quanto nas ruas e estradas. 

Graças ao seu consagrado motor de alta performance, ela é capaz de oferecer respostas rápidas ao acelerador, bem como força em baixas e médias rotações e ainda empolgar nos giros mais altos.  

De concepção moderna, o motor bicilíndrico em linha da R3 tem a capacidade cúbica de 321 cc. Ele conta com duplo comando (DOHC -Dual Over Head Camshaft), 4 válvulas por cilindro, arrefecimento líquido e alimentação por injeção eletrônica e é capaz de gerar potência e torque máximos de 42,01cv a 10.750 rpm, e 3,02 Kgf.m a 9.000 rpm, respectivamente.  Nele, os pistões em alumínio são forjados e o cilindro utiliza tecnologia DiASil Yamaha, uma liga de Alumínio e Silício que proporciona menor vibração, melhor dissipação de calor e ganho em performance.

A R3 conta com ECU de 16 Bit que gerencia o moderno sistema de admissão que, em conjunto com a injeção eletrônica, é capaz de fazer com que a mistura de ar e combustível chegue de forma rápida à câmara de combustão. Com isso, a queima é mais eficiente, resultando em um consumo de combustível mais equilibrado e uma entrega de potência e torque mais contundentes.  

Agilidade e controle para o dia a dia é com a R3

Tudo na R3 foi pensado para torná-la uma motocicleta rápida e equilibrada, características que, certamente, são bem-vindas em qualquer situação de uso.  

Um bom exemplo, é o seu escapamento. Do tipo 2 x 1, ele conta com sistema de câmara de expansão, que reduz ruídos e ao mesmo tempo melhora a performance. Sua ponteira com desenho arrojado e dimensões compactas, é posicionada junto ao centro do chassi para favorecer a centralização de massa.

Outro importante fator que contribui para que ela seja uma motocicleta ágil e sobretudo fácil de ser pilotada, é a união de seu baixo peso de 171 kg em ordem de marcha com à competente ciclística.   

A nova R3 utiliza um chassi em aço do tipo Diamond com dupla trave superior. Seu entre eixos é de 1.379 mm e seu ângulo de cáster tem 25 graus. 

Suspensões competentes

Os amortecedores dianteiros que equipavam a geração anterior da R3, deram lugar a novos amortecedores invertidos do tipo USD (Up Side Down) com 130 mm de curso.  

A maior vantagem da suspensão invertida, certamente, está em sua capacidade de oferecer maior controle e estabilidade na pilotagem. Em função da maior rigidez do conjunto, este tipo de suspensão é mais resistente à torções, principalmente em curvas e nas frenagens.  

Na traseira, a suspensão da R3 utiliza o sistema do tipo Monocross, com balança assimétrica em aço, amortecedor único com sete regulagens na pré-carga da mola e curso 125 mm.  

Já para os freios, o modelo é equipado com um competente sistema. Na dianteira, o sistema é formado por uma pinça de duplo pistão e um disco ventilado do tipo flutuante com generosos 298 mm de diâmetro. Na traseira, o conjunto é formado por um disco ventilado de 220 mm e por uma pinça com pistão único. E tanto o freio dianteiro quanto o traseiro contam com sistema ABS.  

A nova R3 já está disponível na Kandô e você já pode conferir. Ela vem com 4 anos de garantia e conta com Revisão Preço Fixo. Venha Conhecer.

Acompanhe mais novidades aqui no site, no Facebook ou no Instagram.

NOSSA CONCESSIONÁRIA